Esporte Ágil - Antes de criticar, população também deve valorizar nosso esporte
Editorial | Da redação | 16/09/2010 08h50

Antes de criticar, população também deve valorizar nosso esporte

Compartilhe:

Editorial

Nesses mais de cinco anos de estrada, o site Esporte Ágil ficou conhecido por cobrar mais atenção do poder público com o desporto sul-mato-grossense. De fato, os governantes devem e têm a obrigação de investir no esporte. Mas não devem fazer isso sozinhos. Além deles, a iniciativa privada, na medida do possível, poderia olhar com outros olhos para esse setor. Porém, outro segmento da sociedade pode (e tem a obrigação) de valorizar os esportistas: a população.

Um dos maiores incentivos que um atleta tem é um aplauso. Cabe a nós, torcedores, comparecer aos estádios, ginásios, piscinas, pistas, e incentivar nossos esportistas. Desta forma, indiretamente, estaríamos incentivando também os empresários a investir no esporte.

Um ótimo exemplo é o Estádio Morenão. Que dono de empresa aceitaria colocar sua marca no local, sabendo que ninguém está lá para acompanhar aos jogos? Não seria nem um pouco rentável, e pelo contrário, traria apenas prejuízos. Agora, se o investidor sabe que as pessoas acompanham os jogos, que enchem um ginásio ou estádio, ele com certeza irá querer sua marca estampando os locais de jogos. Isso beneficia a todos de forma direta.

É um ciclo. Torcedor nenhum gostaria de pagar para ver um jogo de péssimo nível, cheio de 'caneludos' em campo, ou gostaria? Porém, para contratar bons jogadores, os clubes precisam de receita, proveniente, na maioria dos casos, dos patrocínios de empresas privadas. Todavia, para investir nesses clubes, o empresário quer torcedores no estádio para ter certeza que sua marca será vista.

Esse exemplo do futebol se aplica a todas as modalidades que temos em Mato Grosso do Sul: Ciclismo, atletismo, vôlei, handebol, basquete, futsal... A atitude de quebrar esse ciclo vicioso em que se encontra nosso esporte deve partir da própria população. É um esforço simples que não faz mal a ninguém. Prestigie! Aplauda! Grite! Torça! Isso fará bem á você, leitor, e a nossos esportistas, que há tanto tempo carecem de apoio.

Que torcedor se dispõe a sair do conforto do seu lar para curtir um jogo de basquete em pleno domingo? Devemos começar com essa pequena contribuição. Levar filhos, amigos, primos, irmãos, tios, avós, enfim, todos para o ginásio e torcer. Essa ajuda é importante para o esportista e, principalmente, para o esporte em geral, além, é claro, que incentivar os jovens a terem práticas saudáveis. Antes de criticar o poder público e as empresas privadas que não apoiam o esporte, devemos nós mesmos apoiá-lo, certo? Falar é fácil, o difícil é pôr a mão na massa.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS