Esporte Ágil - Sul-mato-grossense vence principal torneio de poker da América Latina e fatura R$ 1 milhão
Pôquer | Super Poker | 08/12/2017 13h18

Sul-mato-grossense vence principal torneio de poker da América Latina e fatura R$ 1 milhão

Compartilhe:

O capítulo final do BSOP Millions 2017 transformou, para sempre, a vida do sul-mato-grossense Saulo Sabioni, 28 anos. O profissional consagrou uma carreira de muita dedicação com o título do torneio mais importante do Hemisfério Sul. Além de entrar para a seleta galeria de campeões do BSOP Millions, Saulo levou o prêmio de R$ 1.067.150, o maior já distribuído no Brasil.

“Eu tenho certeza que eu mereço estar nesse momento. Foi um ano de muita dedicação, muito esforço, mas também eu não imaginava que terminaria tão maravilhoso assim, cravando o BSOP Millions, que é um sonho para todos os jogadores. Estou aberto a viver esse momento, porque é um momento que eu sempre sonhei”, disse Saulo, emocionado.

A mesa final do BSOP Millions 2017 se desenhou, de maneira surpreendente, rapidamente. Mesmo com saltos gigantescos na premiação, os finalistas foram eliminados em pouco mais de quatro horas de disputa, formando o heads-up. Saulo enfrentou o simpático recreativo Francisco Neto. Eles eram os dois jogadores que tinham mais fichas no início da decisão.

Saulo é dono de um time de poker online, o Suits Team. Ele revelou que fez uma preparação especial para a mesa final.

“Eu e o meu sócio fizemos uma programação hoje cedo. Convidamos um profissional amigo nosso que a gente admira muito para estudarmos a mesa. Fizemos um estudo, adversário por adversário, traçamos uma meta, uma estratégia para o meu jogo e eu segui à risca essa estratégia”, contou.

Diferente do panorama da mesa final, o heads-up foi um longo teste de paciência para os dois finalistas. Com a formação rápida do duelo, o jogo ficou muito deep. Depois que os stacks ficaram parelhos, Saulo e Francisco decidiram fazer um acordo. Eles ficaram com R$ 873.150 cada e o grande campeão com R$ 194.000 extras.

“No heads-up, para a gente que é profissional, temos uma ligeira vantagem contra um recreativo. O Neto é um cara excepcional, mas eu tinha uma vantagem no jogo deep porque é um jogo muito mais técnico. Comecei atrás, mas de pouquinho em pouquinho eu consegui chegar até a cravada”, falou Saulo.

Antes da mão final, Saulo havia construído uma grande vantagem após passar um blefe em Francisco. Na sequência, em um cooler jogado, Saulo completou uma sequência no river e Francisco havia trincado JJ no flop. Não teve escape. Nesse momento, o campeão explodiu de alegria, chorando copiosamente no chão.

Apesar da derrota no heads-up, Francisco Neto comemorou o brilhante resultado. “Dever cumprido. Eu não esperava chegar na mesa final, ainda mais segundo lugar. Fica aquele gostinho de quero mais, podia ter feito diferente. Mas não posso lamentar, meu adversário era muito forte. Ele ganhou o torneio naquele blefe. Foi merecido”, exaltou.

Saulo Sabioni bateu o field de 2.807 entradas do BSOP Millions, deixando vários craques para pelo caminho. Ele também citou dois papos que ajudaram no rumo dele. “No final do Dia 4, eu conversei com dois caras que são inspirações pra mim: o Felipe Boianovsky e o Yuri Martins. Uma conversa rápida, 20 minutos com cada, mas pra mim significou muito pelo mindset de campeão deles. Aquilo me deu uma energia bacana”, declarou.

Assim termina o BSOP Millions 2017, encerrando a 12ª temporada do maior torneio do Brasil e da América do Sul. Saulo Sabioni escreveu, definitivamente, o nome nessa riquíssima história. Você já pode colocar na agenda: entre os dias 25 e 30 de janeiro de 2018, o BSOP volta para o WTC Sheraton, em São Paulo, para começar a escrever novos capítulos.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS