Esporte Ágil - Luan Amaral
Personalidade | Hélio Lima/MS Cross | 02/06/2016 11h00

Luan Amaral

Compartilhe:

Jovem promessa do esporte Sul-mato-grossense é destaque nas pistas, no Velocross e Motocross.

Promessa do esporte Sul-mato-grossense, Luan Amaral evolui a cada nas pistas do estado. Piloto da Amaral Racing, o dono do #336, compete nas modalidades Velocross e Motocross, nas categorias 65cc , 85cc e Junior.

Logo em seu ano de estreia, Luan faturou o título da Copa Verão de Velocross, competição realizada no estado do Paraná, nas categorias 50 cc e 65 cc. Neste ano, Luan faturou o titulo na categoria 85 cc do campeonato.

Entre outros resultados, o amambaiense, radicado em Dourados foi segundo colocado no Sul-mato-grossense de Velocross, além de terminar em quinto lugar, no Paranaense de Velocross, ambos em 2015.

Em 2016, Luan disputa os seguintes campeonatos - Paraguaio e Paranaense de Motocross, além do Sul-mato-grossense e a Copa MS de Velocross.

Luan conta o seu início no esporte. "Eu sempre gostei desde pequeno, daí meu pai comprou uma moto pra ele e levou em uma oficina, local onde encontrou minha primeira moto, que foi uma KLX110. Nas palavras dele, logo na primeira vez que eu andei em uma pista, eu já era diferente dos outros. "conta Luan.

Perseverante, Luan fala sobre os seus sonhos "Meu maior sonho é ser campeão mundial de motocross, um dia chegar onde os pilotos profissionais chegaram e evoluir", completa.

Luan fala sobre o que o esporte significa para ele. "Pra mim não é somente mais um hobbby, é um estilo de vida ... Pois se tiver alguma vontade de ser o melhor, você tem que cuidar do seu físico, ter muita dedicação, determinação e confiança em você mesmo", completa.

Sobre a primeira vitória, conquistada em fevereiro do ano passado, na Copa Verão, realizada em Santa Helena (PR), com apenas três meses na modalidade, Luan relembra. "Fiquei muito feliz, pois eu sou muito novo no esporte. Ganhei da gurizada que andava fazia uns quatro anos, com apenas um ano que era piloto. Foi muita emoção. Me senti bem e mais confiante", conta Luan.

Os pais de Luan, Edson Junior Amaral e Sandra L Toledo, são os maiores incentivadores da carreira do atleta, de apenas 12 anos de idade.

O jovem piloto é companheiro de equipe de três grandes nomes da história do motocross de Mato Grosso do Sul. Luan se espelha neles. "Os meus ídolos são Carlos Eduardo #317 (meu professor), Fábio Festi #3 (um dos caras mais profissionais que já conheci), e o Marcus "Mano" Vinicíus (a pessoa mais calma que já conheci dentro das pistas).

Fora da pista, Luan se espelha no pai, Edson Amaral, seu maior torcedor, e em Marcelo Pedroso, piloto da equipe, que ajuda no seu desenvolvimento.

Para este ano, Luan Amaral quer recuperar os pontos perdidos, e brigar pelos títulos que disputa.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS