Esporte Ágil - Ismaily: conheça o lateral de MS convocado por Tite
Personalidade | Globo Esporte | 21/03/2018 09h02

Ismaily: conheça o lateral de MS convocado por Tite

Compartilhe:

Nascido na cidade de Angélica, no Mato Grosso do Sul, o atleta de 28 anos teve carreira curta no Brasil

Quando divulgou a lista para os amistosos contra Rússia e Alemanha, Tite deu a dica: "Ismaily está jogando muito, a gente acompanhou no Shakhtar". O elogio ao lateral desconhecido passou despercebido por muitos, mas funcionou como uma profecia. Após os cortes de Filipe Luís, por fratura na fíbula, e Alex Sandro, por lesão na coxa direita, o jogador do Shakhtar Donetsk foi convocado pela primeira vez para a seleção brasileira, às vésperas da Copa do Mundo, e despertou a curiosidade de muitos torcedores, que jamais ouviram falar de seu nome. Nome, aliás, com uma inspiração bem curiosa: o filme "Smiley", de 1956.

O pouco conhecimento da torcida sobre Ismaily Gonçalves dos Santos é compreensível. Nascido na cidade de Angélica, no Mato Grosso do Sul, o atleta de 28 anos teve carreira curta no Brasil - e apenas em clubes modestos. Formado nas categorias de base do Ivinhema, jovem clube da mesma região onde nasceu, o lateral chamou a atenção na conquista do Campeonato Sul-Matogrossense em 2008 e, aos 18 anos, foi contratado pelo Desportivo Brasil. Após cessão ao São Bento, foi negociado para o Estoril, de Portugal.

A modesta equipe lusa foi a porta de entrada na Europa para o atleta, que ainda passaria pelo Olhanense antes de chegar ao Braga, em 2012/13. Naquela temporada, teria a primeira grande oportunidade da carreira: disputar a Liga dos Campeões, enfrentando equipes como Manchester United, Udinese e Galatasaray. O desempenho agradou a olheiros do Shakhtar, que, antes mesmo da temporada chegar ao fim, o contratou. O time, na época, era comandado pelo técnico Mircea Lucescu, fã de jogadores brasileiros.

Brasil como meta, Ucrânia como flerte
Com relatos de que jogava como atacante no início da carreira, Ismaily se juntou a outros 10 brasucas naquele elenco - mais como um coadjuvante, uma vez que, enquanto todos tinham funções do meio de campo para a frente, ele era o único do país a integrar o setor defensivo. Na época, dividia vestiário com jogadores que se tornariam astros de gigantes europeus, como Willian, Fernandinho e Douglas Costa.

Com o passar dos anos - e as idas e vindas de brasileiros no time - viu alguns deles ganharem chance na seleção brasileira. Com espaço conquistado na equipe titular nas duas últimas temporadas, sob o comando de Paulo Fonseca, passou a sonhar com o dia em a sua vez na Seleção chegaria, com os pés no chão, sabendo que a tarefa não seria simples.

- Sonho com isso, mas entendo o quanto é difícil. Fico feliz que muitos jogadores do Shakhtar recentemente tenham sido chamados para a Seleção. Precisamos trabalhar, desenvolver e possivelmente um dia isso vai acontecer - disse Ismaily, em novembro de 2016, ao site "Football.ua".

Na mesma entrevista, o lateral deixou claro que poderia ter a chance de se juntar à seleção da Ucrânia a partir do começo de 2018, quando completou cinco anos no país e, desta forma, poderia conseguir a naturalização e o passaporte europeu. Na época, deixou no ar o "flerte".

- Me ofereceram para jogar pela seleção ucraniana. Não vejo nenhum problema. Sou apaixonado pela Ucrânia e estou pronto para defender suas cores - afirmou o lateral, que ainda só não poderá defender o time ucraniano se disputar uma competição oficial com a camisa do Brasil.

Com o corte de Alex Sandro nesta terça-feira, Ismaily alcançou o sonho que via como distante há um ano e meio. Ainda é impossível prever se a história do lateral na seleção brasileira irá muito além dos amistosos contra Rússia e Alemanha, nas próximas semanas, mas o rótulo de "desconhecido" tem tudo para ficar para trás.

Nome seria inspirado em personagem de filme
O nome "diferente" do lateral tem pronúncia exatamente igual à da palavra "smiley" (Íz-mái-li), que significa "sorridente" em inglês. Segundo o pai do jogador, entretanto, houve uma inspiração específica para dar nome ao filho: o personagem principal do filme "Smiley", de 1956, interpretado por Colin Petersen, que teria emocionado o casal quando a mãe estava grávida de Ismaily.

Os clubes da carreira de Ismaily:
Ivinhema (MS) - 2008
Desportivo Brasil (SP) - 2008 a 2009
São Bento (SP) - 2009
Estoril (Portugal) - 2009/10
Olhanense - 2010/11 a 2011/12
Braga - 2011/12 a 2012/13
Shakhtar Donetsk - 2012/13 até hoje

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS