Esporte Ágil - Quinteto luta, mas não obtém vaga; MS terá uma judoca na seleção 2018
Judô | Só por Esportes | 15/12/2017 08h27

Quinteto luta, mas não obtém vaga; MS terá uma judoca na seleção 2018

Compartilhe:

Principais esperanças de Mato Grosso do Sul, Gabriela Paliano e Camila Ponce não conseguiram um lugar na equipe principal de judô do Brasil para 2018. A última chance do ano para obter as vagas restantes foi no fim de semana, na etapa 2 da Seletiva Olímpica Tóquio 2020, disputada em Lauro de Freitas, na Bahia.

Assim, somente Camila Gebara Yamakawa emplacou vaga na seleção nacional do ano que vem. A douradense confirmou no mês passado a permanência na equipe depois de ser ouro no Brasileiro Sênior, no peso pesado + 78kg.

Na etapa 2, disputada no fim de semana, Gabriela e Camila chegaram respaldados pelas conquistas importantes durante a temporada. Paliano foi prata no Brasileiro Sênior, e Ponce foi ouro na Seletiva Nacional Sub-21.

Porém, nos combates do Meio Pesado (-78kg), Gabriela perdeu para Isadora Pereira (MG), por ippon, e Camila foi superara pela também mineira Isabela Sanches, por wazari. Na repescagem, as sul-mato-grossenses se enfrentaram e Ponce ganhou por wazari. Na sequência, foi eliminada por Ana Camargo, por ippon.

De acordo com a Confederação Brasileira de Judô (CBJ), mais três judocas defenderam Mato Grosso do Sul na etapa 2 da Seletiva. No peso ligeiro (-48kg), Rosileide Barrozo ganhou de Laura Ferreira (SP) e perdeu para Gabriela Chibana (SP) por wazari. Na repescagem, perdeu por ippon para Larissa Farias, que nasceu em Ladário-MS, mas que mudou-se com a família há pelo menos dois anos para o Rio de Janeiro.

No peso Leve (-52 kg), Milena Matias perdeu para Ketelyn Nascimento (SP) por wazari e, na repescagem, caiu por ippon para Amanda Culato (SP).

No masculino, no Meio Leve (-73kg), Vinicius Castro perdeu para Rodrigo Braga (DF).

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS