Lançamento do dardo garante mais quatro medalhas a MS

"/>
Jogos Escolares | Com Fundesporte/Lucas Castro | 27/11/2019 13h08

Lançamento do dardo garante mais quatro medalhas a MS

Compartilhe:

No sábado (23), os atletas de Mato Grosso do Sul asseguraram quatro medalhas (três de ouro e uma de bronze) na prova de lançamento do dardo, na etapa nacional dos JEJ (Jogos Escolares da Juventude), em Blumenau-SC. As disputas do atletismo na maior competição estudantil do país começaram no dia 21 e terminaram em 25 de novembro. A delegação sul-mato-grossense teve o apoio do Governo do Estado, por meio da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul).

Bruna Vieira de Jesus (15 a 17 anos), da Escola Estadual Fausta Garcia Bueno, de Campo Grande, subiu no lugar mais alto e desejado do pódio após fazer a marca de 49,87 metros. A segunda colocada, Stefany Silva, do Paraná, terminou a prova com 49,42 metros. Camyle Alencar, do Piauí, ficou na terceira posição, com 43,72 metros.

Esta foi a última participação de Bruna na competição, por atingir o limite de idade permitido pelo COB (Comitê Olímpico do Brasil). A atleta, natural de Jaraguari, já representou o Estado e o Brasil em diversas competições nacionais e internacionais vestindo as cores da seleção brasileira, entre elas os Jogos Olímpicos da Juventude, em Buenos Aires, na Argentina. Na fase estadual dos Jogos Escolares da Juventude deste ano, em Corumbá, a jaraguariense atingiu 45,04 metros.

Isabela Rosa Dantas (12 a 14 anos), da Escola Municipal Eduardo Olímpio Machado, de Campo Grande, chegou aos 39,510 metros, suficientes para superar Julia Ferreira, de Minas Gerais, que bateu 34,690 metros. Com 34,24 metros, a capixaba Gabriella Barcellos encerrou a prova em terceiro lugar.

Poderio guarani-kaiowá

Além das meninas, mais duas medalhas vieram com Yuri Moreira Benites e Juliano Lima, ambos da Escola Municipal Polo Indígena Mbo’Eroy (em guarani, Oca Grande), de Amambai. O primeiro, de 14 anos, venceu o lançamento do dardo e ficou a apenas seis centímetros do recorde da competição: 55,75m. Este foi o seu bicampeonato. Já Juliano conseguiu fazer a marca de 43,83 metros na mesma prova que o conterrâneo e foi bronze. Quem levou a prata foi João Gabriel Ricardo, de Santa Catarina, que fez lançou em 47,89 metros.

Ao lado de Marlon Mendes e outros dois atletas de Mato Grosso do Sul, Yuri Benites ainda ganhou o revezamento 4x75m. “Na próxima semana, vou disputar o Campeonato Sul-americano em Assunção (Paraguai) e espero trazer mais medalhas para o meu estado e para o Brasil”, conta Yuri. Segundo colocado no ranking brasileiro sub-16 do lançamento do dardo e favorito ao pódio em Assunção, o sul-mato-grossense já alcançou a marca de 59,15m, em Fortaleza-CE.

“A conquista foi fantástica, porque praticamente dominamos as provas de lançamento do dardo. Mato Grosso do Sul nesta prova está bem representado, com excelentes atletas. A Bruna e o Yuri têm possibilidades de conseguir vagas ao Campeonato Mundial de Atletismo Sub-20, em julho de 2020, em Nairóbi, no Quênia. Temos até junho para conquistar essa vaga e a expectativa é muito boa”, afirma o técnico Waldir Nogueira, um dos quatro que comandou o atletismo no município catarinense.

De acordo com Nogueira, o diferencial da equipe técnica nos JEJ Blumenau foi a união e companheirismo. Também estiveram na competição os treinadores Álvaro Barbiero, Domingos Carvalho e Reynaldo Camargo. “A gente se ajudou, não delegamos funções específicas para cada um, o que pudemos fazer para ajudar o outro nós fizemos e também auxiliamos os atletas no que precisaram".

"Eu viajo há quase 15 anos e esse foi um dos grupos que mais foi parceiro. Domingos e Álvaro chegaram agora e já somaram muito, são pessoas fantásticas. Eu e o Reynaldo temos um pouco mais de rodagem. O grupo de atletas não deu trabalho, a preocupação maior foi em competir”, frisa Nogueira.

Para o presidente da FAMS (Federação de Atletismo de Mato Grosso do Sul), Marcelo Erick Moriyama, a atuação dos atletas em Blumenau foi surpreendente e serve de inspiração a outros desportistas do Estado. “A realidade social desses jovens não é fácil e nos mostram que podemos ter talentos em qualquer lugar, basta ter força de vontade e alguém para poder auxiliá-los em busca desses sonhos".

"Parabenizo todos os treinadores e a Fundesporte que está sempre junto a nós para realizações de competições”, finaliza o dirigente da FAMS. A ideia, segundo Moriyama, é trazer cursos de aprimoramento técnico para o ano que vem.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS