Evento contou com 100 convidados entre ex-atletas, ex-dirigentes e familiares, objetivo era reunir antigos craques do futsal.

"/>
Futsal | Gabriel Neri | 20/11/2019 10h09

Encontro reúne antigos 'es-feras' do futebol de salão de MS

Compartilhe:

O 2º Encontro dos Es-Feras do Futebol de Salão de Mato Grosso do Sul aconteceu na tarde do último sábado (16), no Salão de Festas Clube Estoril, em Campo Grande. O evento teve cerca de 100 convidados entre ex-atletas, ex-dirigentes e familiares. O objetivo da confraternização era reunir os craques do futsal que fizeram sucesso nas décadas de 1970, 1980 e 1990 em um momento agradável e de muito bate-papo.

A primeira edição foi realizada no ano passado e de acordo com um dos organizadores do evento, Nelson Zaminelli, o evento cresceu neste último ano e a tendência é aumentar o número de participantes para 2020. “A gente marca este encontro e percebe que cresceu do outro ano para cá. Em nenhum lugar no Brasil, você vai conseguir fazer uma reunião dessas com a quantidade e qualidade desses ex-atletas”, afirmou Zaminelli.

De acordo com ele, o empenho para reunir os personagens do futsal de Mato Grosso do Sul e ter trabalhado com os craques em anos passados, ajudaram no momento de reunir todos. “Como eu trabalhei com esses atletlas, ficou mais fácil para reunir”.

O encontro aconteceu durante o sábado e na cerimônia, foram entregues certificados de participação para os atletas presentes como forma de recordação deste evento. Além disso, os ex-craques receberam camisetas do evento e algumas homenagens.

Ex-craques recebem certificados (Foto: Óscar Daniel)

Entre as personalidades presentes, o evento teve a presença do atual deputado Herculano Borges (Solidariedade), Flávio Kayatt, vice-presidente conselheiro do Tribunal de Contas do Estado e que como jogador chegou a jogar pela Seleção Brasileira de Futsal, o ex-jogador e ex-presidente da Federação, Roberto Rech, entre outros.

A saudade daquela época

O saudosismo estava muito presente no Encontro. Na entrada do salão, tinha dois murais com fotos daqueles gloriosos times que marcaram era. Vários atletas relembraram as histórias e os grandes times das décadas passadas. Nelson Zaminelli, que organizou o evento, falou sobre a saudade e dos times da época.

“Tínhamos equipes em Campo Grande que enfrentaria qualquer time no Brasil. Nós éramos profissionais e as nossas folhas de pagamento se equiparavam as grandes equipes da época. Então, tinha o agente mobilizador, tinha público e tinha a imprensa que motivava. E por isso, estamos aqui reunidos hoje para relembrar aquele tempo”.

Nelson Zaminelli ao lado do mural de fotos (Foto: Óscar Daniel)

Roberto Rech, que comandou a Federação de Futsal de MS e dono da Panan, empresa que foi muito atuante no futsal, contou ao Esporte Ágil o sentimento em encontrar os amigos. “Hoje a gente tem a felicidade em encontrar esse pessoal aqui, porque a vida nos impõe problemas e não temos mais o dia a dia. Então, ficamos felizes e orgulhosos de ter vivido esses momentos e poder conservar a amizade”.

Ele também fez um panorama do futebol de salão da época e citou as dificuldades e os investimentos que havia nas décadas passadas. “Dificuldades a todo momento, mas parece que naquela época as empresas patrocinavam mais o futebol de salão. A gente conseguia sair com um grupo de 30, 40, 50 pessoas para jogar Brasileiro e depois juntar numa pizzaria. Hoje, tem poucas empresas que investem no esporte. Acabou ficando mais para os colégios isso”.

Hoje, aqueles clubes que chegaram a ter jogadores na seleção e que disputaram campeonatos estaduais e nacionais ficam na memória. Times como Santa Clara, Operário, Sei Dom Bosco, Galeria dos Esportes e Ratmat.

Além disso, os envolvidos com o esporte não atuam mais nisso. Muitos seguiram a carreira pública e outros a empresarial. Fica a saudade daqueles gloriosos tempos onde o Futsal Sul-Mato-Grossense.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS