Esporte Ágil - Bolsa-Atleta: segunda votação do projeto é marcada para esta terça-feira
Bolsa Atleta | Da redação | 15/05/2017 06h25

Bolsa-Atleta: segunda votação do projeto é marcada para esta terça-feira

Compartilhe:

O projeto de lei 50/2017 que estabelece as regras para concessão das bolsas atleta e técnico estaduais passa pela segunda votação na Assembleia Legislativa, na próxima terça-feira (16). A expectativa na Fundesporte é de aprovação definitiva sem ressalvas, como ocorreu na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e na primeira votação em plenário, no dia 12 de abril. A proposta inclui alterações nas atuais bolsas-atletas estudantil e nacional, além da criação das bolsas pódio complementar e técnico.

A Fundesporte convida a comunidade esportiva para comparecer à votação, às 10h, na Assembleia Legislativa para apoiar a aprovação. “Estamos ansiosos, assim como atletas e técnicos. Queremos que o projeto seja aprovado e encaminhado para sanção do governador do Estado, o mais rápido possível para que possamos dar início à regulamentação e ao processo de seleção”, disse o professor Domingos Sávio da Costa, responsável pela Bolsa-Atleta.

“A sessão de terça-feira será um marco para o esporte sul-mato-grossense.Todos os segmentos do esporte passam a ser contemplados, desde a iniciação esportiva com o atleta escolar até o atleta de alto rendimento que compete em altíssimo nível. Isso sem contar que vamos corrigir uma distorção que era a inexistência de ajuda de custo ao técnico. Estamos bastante animados e felizes em estar recebendo resposta positiva do Poder Legislativo”, falou o diretor-presidente da Fundesporte, professor Marcelo Ferreira Miranda.

A bolsa-atleta passa a ser dividida em três categorias: estudantil, nacional e pódio complementar. A estudantil é direcionada a alunos-atletas, com idade entre 12 e 17 anos, que se destacam em competições estudantis nacionais e internacionais. O principal objetivo é dar uma ajuda de custo mensal para manter o talento escolar treinando e participando das competições.

A bolsa-atleta nacional é destinada aos talentos esportivos que brilham em campeonatos nacionais e internacionais. A intenção é oferecer um auxílio financeiro mensal para que o atleta, com idade mínima de 14 anos, não abandone o esporte e possa continuar se dedicando a representar Mato Grosso do Sul.

A bolsa-atleta pódio complementar tem como público-alvo os atletas de ponta que recebem bolsa-atleta federal. A ideia é dar mais um suporte financeiro para os que atuam em alto rendimento.

A Bolsa-Técnico é destinada aos profissionais da Educação Física formadores e treinadores dos atletas. Na nível I são contemplados o técnicos em nível escolar, responsáveis pelos alunos-atletas habilitados a receber a bolsa-atleta estudantil. A nível II beneficia os técnicos dos atletas de ponta, aptos a receber as bolsas pelo desempenho em competições nacionais e internacionais.

Em todos os casos, independente do preenchimento dos requisitos específicos de cada bolsa – atleta ou técnico – o candidato ou contemplado deve estar em plena atividade esportiva. O auxílio financeiro tem validade de um ano. Depois desse período, o beneficiado concorre novamente, para tentar manter a bolsa.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS